Nota

“Vai pra cozinha, faz aquele brigadeiro queimado que


“Vai pra cozinha, faz aquele brigadeiro queimado que eu já me acostumei a comer sem fazer careta, vai lá e deita no sofá, liga a TV, e coloca um DVD bem chato — a gente não vai prestar atenção mesmo — fica me esperando, que eu estou chegando, eu to chegando ai amor, não se desespera, logo a gente vai estar um ao lado do outro, agarradinhos, abraçadinhos, como jamais deveríamos ter deixado de estar. Eu vou percorrer seu corpo com a minha boca, vou te fazer cócegas, bagunçar seu cabelo e rir da sua cara de nervosinha. Vou passar brigadeiro no seu rosto e fazer guerra de travesseiro com você. Vou te puxar pra cima de mim, e te beijar como se não houvesse amanhã. Só me espera que eu estou chegando. Eu não sou cara de fazer promessas, eu chego e faço. Então me espera, vai esquentando nosso sofá-cama que ele vai ser testemunha de como o nosso amor é forte e o quanto ele superou toda essa distancia. Só fica ai, bem quietinha me esperando.

 

— Vou te beijar com a boca suja de brigadeiro.
 
 Mallú Viterbo

Obrigada por partilhar sua idéia

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s